Mirando Tóquio, André Ganc estreia em GP com Último de Massa no AGDF

André Ganc estreou, nesta quinta-feira (20/02), em prova de grande prêmio (GP) com sua mais nova montaria, o puro sangue lusitano Último de Massa. O conjunto competiu em CDI 3* na sétima semana do tradicional Adequan Global Dressage Festival (AGDF), em Wellington (Florida, EUA), e ficou na 15ª posição (de 22 concorrentes) com média final de 61,826%. “Achei as notas justas. Foi muito produtiva a prova e [recebi] muita informação útil. Fiquei no meio da tabela e, por ser o primeiro GP do cavalo e a minha primeira prova com ele, não posso reclamar. Agora vou ter, finalmente, uma semana de treino até a próxima prova”, contou ao Adestramento Brasil.


Apoie_AB_PayPalSe você acompanha a nossa cobertura, sabe que informação bem apurada, confiável e relevante faz toda a diferença. Enquanto agradecemos a todos apoiadores do site, reforçamos que precisamos da colaboração de pessoas como você para seguir com a produção editorial.
Clique aqui e seja um apoiador. Você que escolhe o valor!


O cavaleiro, que também é juiz nacional, explicou que monta o lusitano desde 1º de dezembro de 2019. Nascido D-Último de Massa, na França, o garanhão é tordilho e tem 12 anos. “Ele vinha de um período longo parado e, assim que eu comecei a montá-lo, tive um feedback extremamente positivo de quem o via trabalhando”, disse.

A intenção na prova desta quinta era justamente começar a empistar o garanhão com objetivo de chegar com ele em condições física e técnica razoáveis no fim de março. “Ele é um cavalo muito sério. Tem muito para melhorar; e acredito que isso vem com o desenvolvimento muscular. Acredito que em quatro semanas ele já estará num nível bom”, contou Ganc.

O GP no CDI 3* no AGDF 7 foi julgado por Michael Osinski (FEI 4*, EUA), Mariette Sanders van GansewinkelC (FEI 5*, Holanda); Kari McClain (FEI 3*, EUA), Peter Storr (FEI 4*, Reino Unido) e Raphael Saleh (FEI 5*, França). Confira os resultados completos aqui.

O AGDF movimenta o hipismo das Américas. No adestramento, 12 semanas de provas são disputadas no Palm Beach International Equestrian Center (PBIEC) leia o programa completo da edição 2020 do AGDF.

CDI 3* Cascais: programas 28/02 a 01/03 | 05 a 08/03
AGDF: site oficial, programação e resultados

Brasileiros no exterior
Além de André Ganc, outros brasileiros disputam provas no exterior com meta de alcançar os requisitos mínimos de elegibilidade (MER, na sigla em inglês para minimum eligibility requirements) e conquistar a vaga individual para representar o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 (leia todas as matérias).

João Victor Oliva, da Coudelaria Ilha Verde, e os irmãos Luiza e Pedro Tavares de Almeida, da equipe Rocas do Vouga, competem em Portugal no CDI 3* de Cascais. O evento conta com dois fins de semana de provas de 28 de fevereiro a 1º de março e de 5 a 8 de março ambos no Centro Hípico da Costa do Estoril.

Segundo informações preliminares, o evento receberá conjuntos representando dez nacionalidades (Portugal, França, Suíça, Brasil, Japão, Espanha, Finlândia, Rússia, Alemanha e Itália). Serão dois concursos internacionais com juízes FEI 5* escalados e válidos para a obtenção dos MERs. Confira a lista de participantes dos CDIs.

 

Uma resposta para “Mirando Tóquio, André Ganc estreia em GP com Último de Massa no AGDF”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.