João Victor Oliva supera nota de Giovana Pass e bate recorde em WEG

TRYON, EUA — João Victor Marcari Oliva, montando Xiripiti, bateu a nota que Giovana Prado Pass havia feito no primeiro dia de competições de grande prêmio nos Jogos Equestres Mundiais. Com 65,512%, o conjunto é agora o detentor da maior pontuação de brasileiros em WEGs. O recorde anterior, de 63,843%, era do próprio cavaleiro, mas com Signo dos Pinhais na última edição dos jogos.

tryon_2018_patrocinadores

Também competindo no segundo dia, nesta quinta-feira (13/09), Pedro Tavares de Almeida, montando Aoleo, foi o sexto a entrar em pista. Com 62,578%, o conjunto ficou na 72ª colocação, atrás de Leandro Aparecido da Silva e DiCaprio que terminaram em 71º lugar. Oliva ficou em 59º e Pass em 64º.

Pedro_Almeida_Aoleo-WEG-RP
Pedro Almeida com Aoleo na disputa dos Jogos Equestres 

Apesar de os resultados não terem sido o que os conjuntos brasileiros esperavam — em entrevistas ao Adestramento Brasil, o quarteto disse que estimava obter notas na casa dos 67% —, os porcentuais aumentaram um pouco em relação a Jogos Equestres passados. No entanto, o Brasil não conseguiu superar a última colocação e, mais uma vez, terminou na lanterna.

O Brasil estreou em WEG em 2002, em Jerez de la Frontera (Espanha). Apenas um conjunto representou o País. Micheline Schulze, montando Frape, fez 54,20% e ficou em 65º (último). Na edição seguinte, em Aachen 2016, o Brasil não participou, mas levou uma equipe com três conjuntos para Lexington, Kentucky (EUA), em 2010.

Há oito anos, na competição por times, o Brasil também ficou em último (14º), com Luíza Tavares de Almeida com Samba pontuando 63,574%; Marcelo da Silva Alexandre com Signo dos Pinhais, 63,234%; e Rogério da Silva Clementino com Portugal com 61,872%.

Na última edição de WEG, na Normandia em 2014, o time Brasil permaneceu em último, na 24ª colocação. João Victor Marcari Oliva, com Signo dos Pinhais, foi o mais bem classificado, pontuando 63,843% e se classificando em 85º. Logo atrás, em 87º, ficou Manuel Tavares de Almeida Neto com Vinheste (63,057%), seguido de Pedro Manuel Tavares de Almeida e Samba, com 61,529% em 91º, e de Luíza Tavares de Almeida com Pastor em 100º (55,257%).

O desempenho, contudo, foi pior que o apresentado nos Jogos Olímpicos Rio 2016, quando Oliva, com Xamã dos Pinhais, terminou em 46º com 68,071%, seguido de Giovana Prado Pass e Zingaro de Lyw (67,700%). Luiza Tavares de Almeida, com Vendaval fez 66,914% e ficou em 49º e Pedro Tavares de Almeida, com Xaparro do Vouga ficou em 53º com 65,714%.

Confira os resultados completos. 

Anúncios

Uma resposta para “João Victor Oliva supera nota de Giovana Pass e bate recorde em WEG”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.