Final de adestramento de WEG é cancelada

:::::::::::::: ATUALIZADA :::::::::::::: 

TRYON, EUA — A prova de grande prêmio estilo livre — Helgstrand Dressage Freestyle —, tida como a final do adestramento nos Jogos Equestres Mundiais, foi cancelada. O aviso foi divulgado para a imprensa pela Federação Equestre Internacional no sábado por volta das 15:30 no horário local, e antecedido de muitos rumores. 

tryon_2018_patrocinadores

Na sexta-feira (14/9), às 21 horas, a organização notificou a imprensa (leia comunicado) de que a estação meteorológica localizada no Tryon International Equestrian Center (TIEC) previa o início de fortes chuvas começando na noite de sábado e intensificando-se no domingo, por causa do furacão Florence.

No sábado pela manhã, os comerciantes nas lojas falaram que teriam de recolher tudo e fechar as tendas, uma vez que o complexo estaria fechado no domingo. Na sala de imprensa, até a emissão da nota oficial, as informações eram desencontradas, tanto que a assessoria de imprensa enviou e-mail, às 14h09, dizendo que, até aquele momento, nenhuma decisão havia sido tomada com relação à prova e que as discussões sobre adiar a disputa ainda estavam ocorrendo.

Mover a kur para segunda era a hipótese mais cogitada, porque a nota enviada no sábado à noite afirmava que, dependendo de futuras previsões meteorológicas, a prova estilo livre de adestramento poderia ser transferida para segunda (17/9). A inspeção veterinária dos 15 cavalos classificados para o freestyle foi mantida para sábado às 8 horas.

O cancelamento da prova deixou não apenas os jornalistas surpresos como decepcionou o público, que ansiava pela disputa entre os melhores do mundo.

“Apesar dos esforços de toda a equipe do Tryon 2018 e dos oficiais, que têm trabalhado em planos de reagendamento desde ontem [sexta] à noite, incluindo reuniões com chefes de missão e chefes de equipe, a logística de acertar os elementos necessários provaram intransponíveis. Como resultado, e muito lamentavelmente, o freestyle agora será cancelado. Esta não foi uma decisão fácil, mas nós exploramos todas as opções, incluindo a tentativa de reagendar as partidas dos cavalos e até mesmo tentar mover a competição para pista coberta com mudança de piso, mas a logística de fazer tudo isso acontecer não seria apenas possível”, disse, em nota, o presidente do comitê organizador de Tryon 2018, Michael Stone.

A FEI ressaltou que a decisão não afeta o processo de qualificação olímpica, pois o mesmo foi concluído na quinta-feira. As equipes que ganharam sua passagem para Tóquio 2020 são Alemanha, EUA, Grã-Bretanha, Suécia, Holanda e Espanha. Leia o comunicado sobre o cancelamento do freestyle .

Outras modalidades afetadas
Na noite de sábado, a FEI comunicou que a prova de salto do CCE, que ocorreria domingo, passou para segunda-feira (17/9) em horário a confirmar. A prova de cross country foi mantida — e realmente aconteceu — no sábado, começando às 11 horas.

A final de rédeas também sofreu mudanças. A disputa, no sábado (15/9), foi antecipada das 18 para 15 horas, uma vez que a estação meteológica previa o início das chuvas para as 20 horas.

As inspeções veterinárias ficaram da seguinte forma: a do CCE no domingo, às 15 horas; a do adestramento paraequestre na segunda às 8h30 e a de volteio também na segunda às 10h30. No domingo, a organização antecipou o vet check do CCE para as 14 horas e mudou o local para o Ring 2, porque o original estava alagado devido às chuvas.

Enduro
Esta edição de WEG está marcada por muita desorganização. Não apenas o complexo não ficou pronto, como as informações são desencontradas. O enduro, até agora, parece ter sido a modalidade mais afetada. Depois de problemas na largada e no circuito, a competição foi cancelada devido à combinação de calor e umidade extremos, o que levou um número, segundo a FEI, “extraordinariamente alto” de cavalos exibindo sinais clínicos de problemas metabólicos e o esforço adicional exigido dos cavalos após chuvas fortes.

O animal Barack Obama, de Jenny Champion do time da Nova Zelandia, foi eutanasiado. O anglo-árabe de 20 anos foi, ainda de acordo com a FEI, tratado por problemas renais no Centro Equestre Internacional Tryon e depois transferido para o Tryon Equine Hospital para tratamento adicional. Barack Obama competia enduro desde 2009, tendo participado de 16 largadas de provas da FEI.

O atleta Andre Vidiz escreveu um texto na plataforma Medium contando todas as dificuldades enfrentadas pela equipe de enduro, muitas delas também enfrentadas pela equipe de adestramento (os atletas e a CBH falaram sobre elas em entrevistas em vídeo).

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.