Com 72,112%, João Oliva leva Brasil pela primeira vez ao GPS em Mundial

“Senti o cavalo muito bem, me escutando nas ajudas e disponível para trabalhar. Uma pena o erro [na mudança] a tempo, porém, fiquei feliz com o resultado”, avaliou, ao Adestramento Brasil, João Victor Marcari Oliva, após pontuar 72,112% com Escorial Horsecampline, no Campeonato Mundial de Adestramento. De Herning, na Dinamarca, ele foi bastante modesto. Além de superar em muito o melhor porcentual do Brasil em Mundiais (65,512%, dele mesmo com Xiripiti, em Tryon 2018), o cavaleiro conseguiu algo inédito para o dressage brasileiro: ter um competidor no grande prêmio especial em um Mundial.

Adestramento Brasil já tem 5 anos! Gosta do jornalismo do site?
Ele só existe, porque pessoas como você apoiam ou anunciam.
Seja um anunciante ou contribua no valor que quiser via PayPal (cartão de crédito) ou Pix (contato@adestramentobrasil.com).

Na segunda (08/08), Oliva será o segundo a entrar em pista para apresentar-se na reprise GPS. Ele e Escorial competem às 13h40 da Dinamarca, 8h40 de Brasília.

Os 30 conjuntos mais bem-qualificados nas provas de grande prêmio se classificaram para competir o GPS, podendo competir até quatro conjuntos por país. Por sua vez, os 15 melhores do GPS, incluindo empate em 15º, mas apenas três conjuntos por país, se qualificam para o grande prêmio estilo livre com música.

João Oliva terminou o GP em 26º lugar, após pontuar 70,543% com Anne Gribbons (EUA), em K; 73,261%, com Susanne Baarup (Dinamarca), em E; 71,413%, com Peter Storr (Reino Unido), em H; 71,522% com Christof Umbach (Luxemburgo), em C; 73,043%, com Elke Ebert (Alemanha), em M; 71,739%, com Mariette Sanders-Van Gansewinkel (Holanda), em B; e 73,261% com Raphaël Saleh (França), em F.

Com 93 conjuntos, as provas de grande prêmio foram divididas em dois dias. No sábado, 46 competiram, sendo dois eliminados (Csaba Szokola com Enying, pela Hungria, e Sorrell Klatzko com Turb, pela Irlanda). Nuno Almeida, pelo Brasil e competindo com Feel Good VO, ficou na 41ª colocação. No domingo, os competidores restantes entram em pista.

Oliva comentou ainda que o resultado foi justo, refletindo seu sentimento. “Fizemos uma boa prova com apenas um erro. Meu cavalo me ouviu tão bem, então, estou feliz com ele. Chuva, aplausos, barulhos não o incomodam, ele faz seu trabalho não importa o que aconteça, então, fiquei feliz em ouvir o público aplaudir na última linha”, disse, ao terminar a prova, na área de imprensa de Herning.

Cathrine Laudrup-Dufour, que optou por competir o Mundial em seu país com Vamos Amigos, ganhou o GP ao pontuar 81,864%. A dinamarquesa levou não apenas o ouro no GP como também o por equipes. O pódio do GP teve ainda Charlotte Fry com Glamourdale pelo Reino Unido com 80,838% e Dinja van Liere, que terminou o primeiro dia de GP à frente com 78,835%, montando Hermes.

Dois grandes nomes do adestramento ficaram fora do pódio: Charlotte Dujardin ficou em quarto com Imhotep (77,407%) e Isabell Werth, em quinto com DSP Quantaz 77,127%. Também da Alemanha, Benjamin Werndl, que havia fechado sábado em segundo, finalizou o GP em sexto com Famoso OLD e 77,003%.

Estreante em Mundiais, Nuno Almeida, filho de portugueses, nascido no Rio de Janeiro, e que passou a competir pelo Brasil em abril de 2022, finalizou na 85ª posição, após fazer 62,904% na prova de GP no sábado (06/08)

>>> Confira a ordem de entrada – GPS – 08/08

>>> Resultados finais do GP: individual | equipe

Individualmente, até hoje, a melhor nota em Mundiais era de João Victor Marcari Oliva, montando Xiripiti, no WEG de Tryon, em 2018. O conjunto fez 65,512% no grande prêmio. O recorde anterior, de 63,843%, era do próprio cavaleiro, mas com Signo dos Pinhais na edição da Normandia dos Jogos Equestres Mundiais. O Brasil nunca passou das provas de GP.

Brasil estreou no adestramento em Jogos Equestres Mundiais, que reuniam os Mundiais de diversas modalidades, em 2002, em Jerez de la Frontera (Espanha). Apenas um conjunto representou o País. Micheline Schulze, montando Frape, fez 54,20% e ficou em 65º (último). Na edição seguinte, em Aachen 2016, o Brasil não participou. Mas, na outra edição, no Kentucky (EUA), em 2010, o Brasil levou uma equipe com três conjuntos para Lexington, e ficou em último (14º) por equipes. Competiram Luíza Tavares de Almeida com Samba pontuando 63,574%; Marcelo da Silva Alexandre com Signo dos Pinhais, fazendo 63,234%; e Rogério da Silva Clementino com Portugal com 61,872%.

Na edição da Normandia, em 2014, o time Brasil permaneceu em último por equipes, na 24ª colocação. João Victor Marcari Oliva, com Signo dos Pinhais, foi o mais bem classificado, pontuando 63,843% e se classificando em 85º. Logo atrás, em 87º, ficou Manuel Tavares de Almeida Neto com Vinheste (63,057%), seguido de Pedro Manuel Tavares de Almeida e Samba, com 61,529% em 91º, e de Luíza Tavares de Almeida com Pastor em 100º (55,257%).

Na última edição de WEG, em Tryon, nos Estados Unidos, e que Adestramento Brasil cobriu presencialmente (releia o especial), o Brasil não conseguiu melhorar a sua classificação por equipes. Em todos os Mundiais que participou por equipe, o País ficou em último lugar. Em Tryon, o Brasil pontou 193.900, atrás do Japão, que fez 199.797.

Em WEG de Tryon 2018, 77 conjuntos competiram no GP. João Victor Marcari Oliva foi o melhor brasileiro em pista, fechando a participação na 59ª posição ao pontuar 65,512% com Xiripiti. Giovana Prado Pass ficou em 64º lugar com Zingaro de Lyw e 65,21%. Leandro Aparecido da Silva terminou em 71º lugar com Dicaprio (63,171%) e Pedro Manuel Tavares de Almeida fez 62,578% com Aoleo, ficam na 72ª colocação.

Fotos: divulgação CBH / Luis Ruas

3 respostas para ‘Com 72,112%, João Oliva leva Brasil pela primeira vez ao GPS em Mundial’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.