João Paulo dos Santos e Carthago vencem todas as provas na Argentina

Só deu João Paulo dos Santos com Carthago Comando SN no primeiro lugar do CDI 1* de Buenos Aires. O conjunto venceu as três provas (prêmio São Jorge, intermediária 1 e  kür) na competição que serviu como seletiva para os Jogos Pan-Americanos. No pódio, os brasileiros lideraram, com Mauro Pereira da Silva Junior e Don Enrico AMM na terceira posição nos três dias.

Medalha de bronze por equipe e 9º individual nos Jogos Pan-Americanos de Toronto 2015 e medalha de ouro por equipe nos Jogos Sul-Americanos (Odesur) de 2014, João Paulo dos Santos fechou o terceiro e última dia de prova com nota de 74,375% no kür, sagrando-se campeão individual. “Foi muito legal fazer este kür. Ele foi feito por uma canadense chamada Karen e pela minha amiga Pia Aragão, que sempre me ajuda muito e dessa vez não foi diferente. Sempre também com as opiniões do Nuno Euzébio, proprietário do Carthago e meu patrão, que também nos ajuda muito”, contou.

Leia também:

Santos revelou nervosismo antes da prova. “Antes de entrar fiquei um pouco apreensivo, pensando somente em não errar a reprise, mas foi super legal e agradável. Curti muito e fiquei muito feliz e emocionado no alto final por ter corrido tudo bem no decorrer da prova”, lembrou.

Dos companheiros da equipe ouro que garantiu a vaga do Brasil em Lima 2019, Mauro Pereira da Silva Junior com Don Enrico AMM ficou na terceira posição no individual e Yara Fernandez ficou na quinta colocação com Dileto HI. Confira os resultados completos de todos os dias aqui.

“Eu estou muito feliz com o Don Enrico. Ele fez aqui [na Argentina] o que eu esperava dele, ele me respondeu a altura, até demais. É um cavalo complicado, foi difícil chegar aqui, mas chegamos e demos o nosso recado. No primeiro dia, fiquei muito feliz com a minha prova; eu perdi uma linha de mudança, podia ter chegado aos 70%. No segundo dia, senti ele mais cansado e fiz a mesma falha na mudança, que me custou nota, mas fiz 68 alto”, contou Mauro Pereira Júnior ao Adestramento Brasil.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O cavaleiro, que já integrou o Time Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara 2011, no México, quando, montando Tulum Comando SN, foi o melhor brasileiro na final individual, classificando-se em 9º lugar, também elogiou a união da equipe. “O trabalho em equipe foi sendo fantástico. Com certeza, o crédito desta vitória tem muito a ver com o espírito que equipe que se formou e fortaleceu durante a quarentena na Hípica Paulista. É uma galera unida; nós quatro não nos desgrudamos o dia inteiro. É seriedade na hora que tem de ser sério e descontração quando tem de descontrair. É incrível a união que nós adquirimos e isto com certeza fez muita diferença”, salientou.

Júnior revelou que, ainda no Brasil, o time montou a estratégia de focar no resultado por  equipe. “O freestyle seria para a gente se divertir, com responsabilidade claro, mas o foco nosso era buscar resultado para a equipe. Isto fez a diferença, porque não teve vaidade pessoal. Saímos com o ouro e foi mérito de todos, não só dos atletas, mas dos tratadores, da Sandra, do Ronaldo, presidente da CBH. Foi algo diferente. Espero que as próximas equipes peguem esta como inspiração e que siga assim”, contou. Com este espírito, o time brasileiro fez a kür com a sensação de dever cumprido.

A estreante no Time Brasil, Yara do Amaral Fernandes contou que foi uma grande experiência ter participado do CDI representando o País pela primeira vez e ao lado de grandes cavaleiros. “Estou trazendo para o Brasil uma bagagem diferente, sinto que cresci bastante como profissional graças a essa equipe, todos sempre se ajudando.
O companheirismo foi além do imaginado e isso, com certeza, ajudou em nosso resultado. Passamos todos esses dias juntos tanto nas horas de concentração quanto nas de descontração. Logo, a sensação, ao ganharmos o ouro, foi ainda melhor”, disse.

Ao avaliar suas provas, a amazona sentiu que, no primeiro dia, ela e o Dileto fizeram  uma prova sem erros, segura, que era o que buscavam pensando na equipe. “No segundo dia, precisava arriscar mais, tivemos alguns erros, mas mantivemos a nota, pois acredito que montei melhor e o Dileto respondeu super bem. Fiquei feliz por ter conseguido colocação para fazer o kür, o qual foi a segunda vez que fiz. Consegui um quinto lugar, o Dileto estava ótimo. Agora é trabalhar para melhorar e focar em novos objetivos. Acredito que agora estamos no caminho certo, com o apoio de todos”, destacou.

resulttados_CDI_Argentina_Kur

Fotos: cedidas pela equipe

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.