FEI pede novas eleições na CBH sob risco de desfiliar a entidade

Em uma carta endereçada à Bárbara Elizabeth Laffranchi e Francisco José Mari, o presidente da Federação Equestre Internacional, Ingmar De Vos (foto), afirmou que, a despeito dos últimos acontecimentos envolvendo a entidade, a melhor solução seria convocar novas eleições. Se a situação não se resolver brevemente, Vos apontou a possibilidade de desfiliar a CBH da federação internacional. “No entanto, caso uma solução satisfatória não seja encontrada em breve, receio que a FEI não terá outra opção a não ser examinar outras ações a serem tomadas, incluindo a potencial suspensão da filiação da BRA NF até que este caso seja finalmente resolvido”, diz a carta. 


Apoie_AB

Informação bem apurada, confiável e relevante faz toda a diferença. Enquanto agradecemos a todos apoiadores e anunciantes do site, reforçamos que precisamos da colaboração de pessoas como você para seguir com a produção editorial.

Clique e seja um apoiador via Paypal. Você que escolhe o valor!

Você também pode contribuir fazendo um Pix (contato@adestramentobrasil.com) ou anunciando.


Desde o ano passado, a troca de comando da entidade vem se arrastando. Na assembleia geral de novembro, as duas chapas candidatas à presidência da Confederação Brasileira de Hipismo foram impugnadas e não houve eleição para a escolha de presidente e vice para o quadriênio 2021-2024. Foram eleitos apenas os membros do conselho de administração. Novas eleições foram convocadas para 29 de janeiro, quando a chapa Hipismo Para Todos, com Francisco José Mari como presidente e João Loyo de Meira Lins como vice-presidente, foi apontada como vencedora. Desde então, a eleição tem sido contestada na Justiça. Confira abaixo todas as matérias acerca do caso.

Leia a seguir a íntegra da carta traduzida para o português – aqui, em inglês:

Prezado Sr. Mari,
Prezada Sra. Laffrachi,

Dando seguimento dos acontecimentos que vêm ocorrendo na gestão da Confederação Brasileira de Hipismo (BRA NF), nos últimos meses, permitam-me que lhes dirija pessoalmente esta carta.

É com grande preocupação e pesar que minha equipe e eu estamos testemunhando o caso eleitoral e a batalha judicial que está acontecendo na BRA NF.

Embora respeitemos totalmente a autonomia da BRA NF em lidar com seus próprios assuntos de acordo com seus próprios Estatutos, bem como a jurisdição das autoridades judiciais brasileiras sobre qualquer discussão legal em torno do resultado das eleições da BRA NF, a situação atual é altamente angustiante para toda a comunidade equestre em seu país. E particularmente para os atletas de quem estamos recebendo muitas cartas pedindo nossa ajuda para evitar uma divisão da comunidade hípica que pode colocar em risco o presente e o futuro do esporte no Brasil.

O Brasil é uma nação equestre, com uma cultura equestre há muito estabelecida, o quarto maior rebanho equino do mundo, bem como com sucessos históricos em competições internacionais, incluindo os Jogos Olímpicos. Essas cifras impressionantes e o desenvolvimento do esporte no Brasil só foram possíveis graças a uma forte federação nacional que mostrou liderança, profissionalismo, aplicou os princípios fundamentais da boa governança e, de maneira geral, uniu a comunidade equestre no Brasil.

No entanto, o que está acontecendo atualmente está certamente prejudicando a reputação do esporte equestre em todo o mundo, bem como para BRA NF. Certamente, os interesses do esporte e dos atletas não serão atendidos por contínuas batalhas jurídicas que durarão para sempre.

A fim de encontrar uma solução satisfatória para este conflito, eu, pessoalmente, gostaria de oferecer a assistência da FEI para pôr fim a ele. A este respeito, acredito que a solução mais justa, respeitável e apreciada para a sua comunidade seria a celebração de uma nova eleição nos próximos três meses, de acordo com os Estatutos da BRA NF, o que permitiria a todos os membros da BRA NF o direito de voto para livremente e democraticamente expressar sua vontade. Minha equipe terá o prazer de auxiliar em todo o processo de novas eleições e o observará com imparcialidade.

No entanto, caso uma solução satisfatória não seja encontrada em breve, receio que a FEI não terá outra opção a não ser examinar outras ações a serem tomadas, incluindo a potencial suspensão da filiação da BRA NF até que este caso seja finalmente resolvido.


O hipismo no Brasil merece tudo de bom, começando com presidente e vice-presidente aceitos pela maioria de seus membros. Somente desta forma a BRA NF poderia continuar sendo um modelo no esporte equestre em todo o mundo.


Eu continuo à sua disposição,
Com os melhores cumprimentos,

Ingmar De Vos
Presidente

Cópia para:
Sra. Sabrina Ibañez, secretária-geral da FEI
Sr. Louis Roberto Giugni, membro do Conselho Executivo da FEI, presidente do Grupo Regional VI

Sr. Cesar Hirsch, presidente da PAEC [Pan American Equestrian Confederation]
Sra. Daniela Garcia Nigaglioni, secretária-geral da PAEC

Leia a cobertura completa sobre as eleições da CBH:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.